sexta-feira, 9 de março de 2007

Viagem para Cabo Ledo

A minha primeira deslocação fora de Luanda, tal como me aconteceu no ano anterior quando cá estive, foi para Cabo Ledo.

Claro que, no caminho para Cabo Ledo, à que fazer quase que paragem obrigatória no Miradouro da Lua. Sem dúvida um lugar que dá para imaginar se a lua será mesmo assim, mas tem-se uma visão fantástica e muito linda deste pequeno ponto de paragem. É pena, que tantas pessoas a passarem aqui, não respeitem um pouco o ambiente que existe e poluam o chão todo com umas latas de gasosas, vidros, papeis e beatas de cigarro, mas enfim, podia também haver uns contentores para se depositar este lixo, mas a seu devido tempo, acredito que irá haver, de modo a se preservar a imagem da “lua” e não da sujidade provocada por nós.


A vista é deslumbrante até onde os nossos olhos atingem, tendo o Oceano Atlântico à frente e com um imenso areal para prática balnear que são as denominadas praias dos quilómetros. Nestas praias, muita gente vem fazer campismo selvagem assim como existem cabanas de madeira construídas para acolher as carteiras mais baixas de quem quer passar um fim-de-semana fora de Luanda ou alugar a cabana por uma temporada.

Continuando a nossa viagem, ao sairmos da província de Luanda, deparamo-nos com a portagem da Barra do Kwanza. Um valor de AKZ 220 para atravessar uma ponte sobre o Rio Kwanza, rio enorme, lindíssimo e cheio de crocodilos, ideal para os aventureiros da natação, e começamos a ver uma vegetação completamente diferente do resto do caminho. Uma vegetação extensa e verde por uma zona abundante de água.

Na continuação do caminho para o nosso destino, uma placa com um caranguejo, indica a saída para Cabo Ledo. Ao fim de aproximadamente 140 km da cidade de Luanda, e após passar pelas cabanas da população de Cabo Ledo, todos eles a quererem vender umas lagostas, chegamos a um lugar magnifico para descanso, com uma praia magnifica, com a água clara e quente que nem vontade dá de sair para onde quer que seja.

Para o almoço, encontra-se um restaurante de praia, com umas cabanas para nos podermos abrigar do sol e comermos descansados umas lagostas, camarões ou uns peixes frescos. A única coisa que peca é que os preços estão cada vez mais perto dos praticados na cidade de Luanda. Para quem quiser ficar o fim-de-semana, este restaurante dispõe de uns bungalows para pernoitar e acordar no dia seguinte com um barulho calmo das ondas e dos pássaros a cantarolar.



Depois de um almoço recheado de gambas e peixe fresco, apanhado de manhã, é tempo de ir “giboiar” um pouco e ficar estendido ao sol até aproximadamente às 16.00 horas, e está na altura de regressar à cidade, embora ainda com um sol convidativo para mais umas horinhas mas devido ao trânsito caótico que se vai encontrar lá começamos a arrumar as coisas e nos prepararmos para o regresso.

3 comentários:

Anónimo disse...

Olá,

Ando à uma série de tempo à procura do contacto dos bungalows de Cabo Ledo. Consegues partilhar comigo?

Obrigado,
firstmbc@hotmail.com

Elca Bastos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elca Bastos disse...

Contacto da Pousada que tem Bangalows de Pedras: +244 912435378;
Restaurante Doce-Mar Cabo Ledo: 923339649. Bjs